Após ofensas, “Mamuska” confronta jovens e caso termina na Delegacia; entenda

A ocorrência se deu após Mamuska tentar fazer justiça com as próprias mãos e confrontar os rapazes na Praça dos Correios.

Por Redação Agito Mais

Mamuska, 3 jovens menores de idade e um representante da escola foram conduzidos à Delegacia foto do cetesc
Mamuska, 3 jovens menores de idade e um representante da escola foram conduzidos à Delegacia. Foto - reprodução Internet
COMPARTLHE:
WhatsApp

Itabirito MG = Na tarde desta última terça-feira, 27 de junho, a Polícia Militar foi acionada por volta das 15h, onde recebeu uma ligação dizendo que Mamuska, moradora bastante conhecida de Itabirito, estava ameaçando jovens estudantes dentro do Centro de Ensino Técnico São Carlos (Cetesc).

Segundo informações da PM ao Agito Mais, ao chegar no local, o bate boca prosseguiu. Aos militares, Mamuska alegou que sempre que passava pelo local, ouvia xingamentos e via os menores fazendo brincadeiras de mal gosto com seu nome. Foi quando decidiu fazer justiça com as próprias mãos e confronta-los.

Os meninos comunicaram para a Polícia Militar, que tudo era apenas uma brincadeira. Porém, se sentiram ameaçados com as falas dirigidas a eles. Em certo momento, um dos estudantes alegou que havia sido agredido no rosto, antes dos operadores chegarem. Por sua vez, Mamuska justifica que foi um movimento involuntário e que não tinha a intenção de atingir o rapaz.

Após ouvir os depoimentos, os policiais observaram que Mamuska carregava uma bolsa, e ao ser questionada sobre se ali havia alguma arma ou droga, ela respondeu que sim. Lá havia uma faca, que, segundo ela, usa para autodefesa e que em nenhum momento foi retirada da bolsa para ameaçar os adolescentes.

Logo após a apreensão da arma branca, a Polícia conduziu Mamuska, juntamente com os 3 estudantes para a Delegacia de Polícia Civil, em Ouro Preto. Junto a eles, foram os pais dos rapazes e um representante legal do Cetesc.

Após depoimentos, o boletim de ocorrência foi registrado e ninguém foi preso.

3 respostas

  1. Engraçado que vi outra reportagem de uma mãe falando:_ Posta aí essa pessoa agrediu meu filho. Só não contou que o anjo mexeu primeiro. Ensine o filho respeitar para ser respeitado. Enquanto ele estava mexendo com quem estava quieto estava tudo certo,foi confrontado virou vítima.

  2. Na boa alguém sabe de onde realmente veio a mamuska? Se ele ou ela eu mesmo não sei . Mas não tira o direito dela sofrer ofensa pq filhinho de papai apronta longe de casa e mamãe acha que é santo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *