Em audiência pública, TFB reitera a importância de sua instalação em Itabirito

Por Redação Agito Mais

COMPARTLHE:
WhatsApp

Na última sexta-feira (19 de abril de 2024), a cidade de Itabirito, na Região Central de Minas Gerais, foi palco de uma audiência pública que discutiu a instalação do Terminal Ferroviário de Bação (TFB). O projeto visa a implementação de uma ferrovia para o transporte de cargas sólidas a granel, aproveitando um trecho já existente da Ferrovia do Aço.

A audiência, que contou com a presença de mais de 300 pessoas, destacou a relevância da ferrovia para o transporte seguro e eficiente de cargas, com menor impacto ambiental. Segundo Daniela Faria, diretora de Relações Internacionais do TFB, a nova infraestrutura fortalecerá a economia local, criando mais de 70 empregos diretos e 1.200 indiretos.

O TFB enfatizou que, apesar de operar um terminal de minério, é uma empresa de logística, não de mineração. A empresa realizou diversos estudos ambientais, indo além do exigido pela legislação brasileira, para garantir a mitigação de possíveis impactos ambientais.

O local escolhido para a instalação do terminal está a cerca de 1,5 quilômetro do centro de São Gonçalo do Bação. A escolha levou em consideração a segurança e a minimização de impactos ambientais. A empresa garante que os ruídos gerados pelo TFB não chegarão ao distrito, graças à velocidade reduzida do trem e à manutenção preventiva dos equipamentos.

A empresa já estabeleceu fortes laços com a comunidade local, promovendo e apoiando diversas ações sociais e de educação ambiental. Além disso, oferece cursos variados e apoia festas, feiras e eventos, ajudando a manter vivas as tradições locais.

Do ponto de vista ambiental, a utilização do TFB permitirá uma importante redução do tráfego de carretas na BR-040 e no Anel Rodoviário de Belo Horizonte, Capital do Estado, além de diminuir a emissão de cerca de 14 mil toneladas/ano de CO₂. Comparada ao transporte rodoviário, a ferrovia emite até 75% menos gases poluentes.

Segundo o consultor Germano Vieira, a instalação do Terminal Ferroviário de Bação eliminará 11 mil quilômetros anuais percorridos por caminhões, o que equivale à diminuição de 500 carretas por dia e de 164 mil caminhões por ano num percurso de 67 km na BR-040 e no Anel Rodoviário. “O modal ferroviário é um transporte mais seguro, eficaz e sustentável, de forma que toda a população mineira sai ganhando”, concluiu.

3 respostas

  1. Ate os trens de passageiros deveria voltar em todos as regioes Brasileiras com cerreza ira diminuir muito os indesejáveis acidentes…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *