Sábado, 02 de Julho de 2022
14°

Tempo aberto

Itabirito - MG

Polícia Itabirito e região

Sem ações para inibir criminalidade, Prefeitura de Itabirito foi a mais recente vítima da onda de violência no município

Motores de bebedouros da pista de skate foram furtados na semana passada. Secretaria de segurança e trânsito novamente não se manifestou

31/05/2022 às 09h27 Atualizada em 31/05/2022 às 09h58
Por: Jornalismo AgitoMais
Compartilhe:
Dois motores de bebedouros foram furtados na pista de skate na última semana. (Foto: Prefeitura Municipal de Itabirito).
Dois motores de bebedouros foram furtados na pista de skate na última semana. (Foto: Prefeitura Municipal de Itabirito).


A sensação de uma cidade pacata, com pequenos delitos como qualquer outra, hoje só existe na lembrança dos Itabiritenses: com um crescimento de denúncias de furtos de veículos, invasões a propriedades e até homicídio, a prefeitura municipal foi a mais nova vítima.

Isso porque na semana passada, dois motores de bebedouros, que são patrimônio da prefeitura, foram furtados na pista de skate, próximo à Praça dos Inconfidentes.

Em um grupo do Facebook, um servidor solicitou ajuda para localização dos motores, que poderiam estar sendo comercializados de forma ilegal. Neste mesmo grupo, há cinco dias, um usuário denunciou furto de uma motocicleta dentro de uma residência, no bairro Meu Sítio. São diversas as manifestações de pessoas vítimas de delitos. 

Ainda no mês de maio, uma residência foi invadida, causando um prejuízo enorme para um músico do município. É o segundo furto na residência, localizada em São Gonçalo do Bação, distrito de Itabirito, que já foi conhecido pela tranquilidade.

Em abril, também em São Gonçalo do Bação, uma idosa foi assassinada em sua chácara. A suspeita é de latrocínio.

Ocorrências de furtos de cabeamentos, materiais de cobre e construção são corriqueiros no Residencial Solare Van Dame, já denunciado pelo AGITO MAIS e por vereadores do município. Nada no local foi feito, segundo moradores.

Apesar de tantas denúncias, nada parece afetar a Secretaria de Segurança e Trânsito.

Prefeitura não se manifesta sobre ações conjuntas para garantir segurança no município

A reportagem do AGITO MAIS, em algumas oportunidades, entrou em contato com a Secretaria de Comunicação do Município, pedindo esclarecimentos da Secretaria de Segurança e Trânsito sobre ações para inibir a onda de criminalidade.

Nas oportunidades, solicitamos números de ocorrências e se existia algum plano de ação conjunto entre a secretaria, guarda municipal e polícia militar.

Em nenhuma das oportunidades a Prefeitura se manifestou.

Em uma matéria também sobre violência, um representante da guarda municipal entrou em contato diretamente com nossa reportagem, informando que haviam respondido a solicitação para a comunicação da prefeitura. A nota não foi enviada pela secretaria responsável para nossa redação.

Secretaria técnica e ações conjuntas foram justificativas de Prefeito para mudança de Secretário

Em março do ano passado, o Prefeito Orlando Caldeira anunciou a mudança do Secretário na Segurança e Trânsito. Segundo o gestor, um dos planos do novo Secretário era a integração entre Guarda Municipal, Polícia Civil e Militar e Corpo de Bombeiros.

O novo secretário informou que vinha para a cidade com uma equipe técnica para assumir os trabalhos.

Porém, desde a data em questão, a Secretaria não informa à população sobre ações conjuntas e os índices de criminalidade parecem ter aumentado, segundo denúncias de populares.

Na época das enchentes, após diversas reclamações de comerciantes sobre a vulnerabilidade em que as lojas estavam permanecendo, o Secretário solicitou que os proprietários vigiassem seus comércios, já que não havia contingente suficiente para isso.

Novamente, a reportagem do AGITO MAIS entrou em contato com a Secretaria de Comunicação, solicitando informações para complementar a matéria, principalmente sobre planos de ações. Não obtivemos retorno.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.