Mesmo com suspensão o show de Dilsinho vai acontecer, segundo à Prefeitura de Ouro Preto

Decisão Judicial suspende evento, mas Prefeitura insiste na realização do "Diferentão 2" mesmo com multa de R$ 1 milhão em caso de descumprimento da ordem.

Por Redação Agito Mais

Caso haja o descumprimento da decisão, a multa é de de R$ 1 milhão de reais. Imagem meramente ilustrativa.
Caso haja o descumprimento da decisão, a multa é de de R$ 1 milhão de reais. Foto = reprodução internet.
COMPARTLHE:
WhatsApp

Ouro Preto Mg = Após a decisão do Juiz João Batista Ribeiro de suspender o show “Diferentão 2”, do cantor Dilsinho, programado para acontecer na Praça Tiradentes de Ouro Preto neste domingo, (10/09), a Prefeitura da cidade decidiu tomar medidas para garantir que o evento ocorra conforme o planejado. Como resultado, a estrutura já parcialmente montada na praça permanece, apesar da determinação judicial.

A Justiça decidiu que a organização não pode promover shows de grande porte na Praça Tiradentes até que as causas do incêndio ocorrido em 1 de julho deste ano sejam devidamente investigadas. Além disso, o juiz responsável determinou a elaboração de um “Plano de Gestão de Risco para o Conjunto Urbano Tombado de Ouro Preto” como medida essencial para garantir a segurança e preservar o patrimônio histórico da cidade. O palco no local esta parcialmente montado, a decisão visa preservar o patrimônio histórico e cultural da cidade e garantir a segurança pública.

O Agito Mais entrou em contato com a produção do cantor e a Prefeitura de Ouro Preto, mas até o presente momento sem respostas.

Inicialmente, o valor da multa era de R$ 500 mil, mas a Justiça alterou para R$ 1 milhão.

No entanto, a Prefeitura decidiu recorrer da medida com base nas ações previamente realizadas para garantir que o show “Diferentão 2” não fosse cancelado. Como resultado, o evento continua na programação original e a estrutura já instalada permanece em preparação para receber o público. A administração municipal alega que a segurança do evento está assegurada e que todas as precauções necessárias foram tomadas.

A decisão judicial gerou debates acalorados na cidade, com defensores da preservação do patrimônio histórico se opondo aos entusiastas do show de Dilsinho. Enquanto a batalha legal continua, os moradores e fãs do cantor aguardam ansiosos para saber se o “Diferentão 2” finalmente terá sua tão esperada apresentação na Praça Tiradentes de Ouro Preto.

Veja na íntegra, nota oficial da Prefeitura de Ouro Preto:

A Prefeitura de Ouro Preto esclarece que toda a documentação para a realização da gravação do DVD “Diferentão 2”, agendada para o dia 10 de setembro, na Praça Tiradentes, em Ouro Preto, já foi enviada aos órgãos competentes, tendo obtido o aval do Corpo de Bombeiros que atestou as condições de segurança em relação à realização do evento.

Neste sábado, 9 de setembro, fomos surpreendidos com decisão da Justiça Federal determinando a suspensão do evento. Nossa Procuradoria Municipal tomou as providências jurídicas cabíveis, alicerçadas em informações que consubstanciam e comprovam o cumprimento das exigências dos órgãos envolvidos, e apresentou recurso em juízo.

A produção de Dilsinho se dispôs a efetuar o recurso das torres metálicas tendo sido impedida pela PM em razão da liminar concedida.

Com base nas aprovações de todas as entidades concernidas, o recurso ao juiz estará bem e suficientemente fundamentado, de modo a que seja mantida a atividade há muito agendada.

Respostas de 2

  1. Não conheço este Cara…como tenho uma certa idade, pergunto: e todos os outros incontáveis shows que aconteceram a Deus dará, com gente até nos postes, não tinha estes problemas de mimimi deste país, não? Ficá calado, é melhor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *