• As notícias do AgitoMais estão no Minuto Mais

Assine nossa Newsletter

  • Eleições 2012
  • Mariana
  • Ouro Preto
  • Mundo
  • Minas Gerais
  • Itabirito
  • Brasil
  • Geral

Mais lidas

  • Estrada de Itabirito a Rio Acima terá calçamento ao custo de R$ 57 milhões
  • Universitário da Ufop morre em república de Ouro Preto
  • Acidente em Itabirito deixa dois mortos e dois feridos no acesso 2
  • Sine disponibiliza 142 vagas em Itabirito
  • Mineração em Itabirito: vídeo mostra cenas da devastação ambiental
  • José Nascimento é homenageado pelo Rotary Club de Itabirito
  • BH terá a maior escola de computação gráfica da América Latina

15/12/2011 20h28

EXCLUSIVO - ENCHENTE EM ITABIRITO

FOTOS E VÍDEOS: chuva deixa Itabirito em situação preocupante

Cemig informa que a possível abertura de comportas da empresa não influencia no Rio Itabirito; quatro famílias estão desalojadas na Vila Alegre; confira no meio e no fim da matéria, fotos e vídeos sobre o assunto

Romeu Arcanjo
Repórter AgitoMais

Foto: Maykon Lima
Rio sob a ponte, próximo à Praça dos Imigrantes

A situação de Itabirito, por causa das chuvas, é preocupante. O Rio Itabirito, na manhã do dia 15 de dezembro, estava com 15 metros cúbicos de água. Às 17h15, do mesmo dia, o rio estava com 120 metros cúbicos. “E ainda está subindo. Cem metros cúbicos já é uma vazão elevada”, informou o engenheiro de planejamento energético da Cemig, André Cavallari.

Em outras palavras: o nível do rio subiu de 1,5 metro para 3,5 metros. Os números são da Cemig. Na cidade, são vários os pontos de alagamento.

De acordo com o engenheiro, é lenda a informação de que haveria uma barragem, da Cemig, que poderia abrir alguma comporta, que aumentaria a força da água na cidade. “A confusão se dá porque a barragem da Cemig fica na região de Itabirito. Quando abrimos alguma comporta, as cidades atingidas são Rio Acima, Raposos e Nova Lima e não Itabirito. O rio usado pela Cemig é o das Velhas e não o Rio Itabirito”, afirmou o engenheiro.

Segundo André Cavallari, a Cemig monitora o Rio Itabirito somente para saber como será a influência desse rio no Rio das Velhas. “Nada mais que isso”, garantiu.

O especialista em meio ambiente, conselheiro da ONG União Ambientalista de Itabirito e engenheiro mecânico, Célio dos Santos, confirmou as informações da Cemig. “Existia uma barragem, da antiga Ferteco, que corria o risco de se romper. Inclusive, a pior enchente da história da cidade, em 1997, foi por causa do rompimento dessa barragem que não existe mais. Hoje existe uma barragem, mais acima, feita pela Vale, com toda a segurança e nenhuma possibilidade de rompimento. Inclusive, não existe nem sequer comporta e sim um vertedouro para controlar o rejeito”, disse Célio, especificando que a nova barragem, da Vale, foi feita em função de uma lagoa de contenção de rejeito de minério de ferro.

Prejudicados

A Defesa Civil, a Guarda Municipal, as equipes da Secretaria de Transporte e Trânsito da Prefeitura de Itabirito, o Corpo de Bombeiros Municipal, bem como a PM estão empenhados para atender as famílias prejudicadas e tentar controlar o trânsito, informou a Prefeitura.

O bairro mais atingido é o São Geraldo, conhecido como Vila Alegre. Quatro famílias do local estão desalojadas. Elas estão ficando, provisoriamente, na escola Natália Donada e poderão ficar também no Cine Pax.

A empresária Raquel Bastos, dona da Speed Motos, entrou na suspeita água barrenta no Centro da cidade para ir “salvar” os produtos de sua loja. “Vamos por tudo pra cima”, disse. O trânsito, no Centro e no bairro Praia, estava um caos na tarde do dia 15 de dezembro. Por causa dos alagamentos, os lojistas amargaram prejuízos.

Mais chuva

Segundo o site ClimaTempo, a probabilidade de chuva, em Itabirito, de sexta-feira, dia 16, até terça-feira, dia 20, é de 80% a 90%. Podendo chover até 85 mm de água por dia.

Not�cias relacionadas

  • Confira os vídeos da enchente em Itabirito
  • Rio Itabirito transborda e causa transtornos pela cidade




Comente

Comente essa seção
Para comentar as seções do site efetue seu login ou cadastre-se

Compartilhe